terça-feira, 15 de junho de 2010

Eventos de arte espírita pelo Brasil

Há alguns anos tenho participado de diversos eventos de arte espírita, em variadas cidades do Brasil.

Isso se soma às notícias de muitos outros eventos que sempre acontecem, e fico com a impressão de que essa movimentação tem crescido e muito.

São variados formatos. Alguns eventos contam "só" com a música; outros abrangem o teatro, a poesia, a expressão corporal etc. Alguns são mais simples, outros mais bem elaborados; uns acontecem nas próprias casas espíritas, outros são realizados em teatros ou salões.

Em regra, são capitaneados por jovens, mas contam com o apoio crescente dos dirigentes e demais frequentadores das casas espíritas.

O registro que quero fazer é sobre como é importante essa movimentação. Muitas vezes nem parece algo concatenado, mas creio que o seja, pois a fonte da qual verte essa tendência possivelmente é a dos próprios espíritos que pretendem nos ajudar na tarefa de iluminação, também por meio da arte.

Quando nos reunimos para cantar e fazer essas outras atividades artísticas, acendemos aquela chama de sentimento que nos auxilia a equilibrar nossa espiritualidade, nossos sentidos. É o que se pode chamar de formação de ambiente espiritualizante, algo tão favorecido pela força da arte.

A energia criadora que todos temos, e que cada um precisa exercitar ao seu modo, encontra, nas expressões artísticas, um veículo muito adequado para se realizar. E não deve ser outro o motivo das lágrimas e demais sentimentos bons que nos dominam quando nos entregamos a essas atividades.

Se você tiver a oportunidade, participe, promova, incentive, fomente eventos assim. Pode ser um encontro simples, que reúne os companheiros da casa espírita numa tarde pra cada um dividir um pouco dos seus talentos. Ou pode ser alguma atividade mais elaborada, com a participação de companheiros que militam em outras frentes, para enriquecer a troca de experiências. Pode ser, ainda, a simples utilização da música nas casas espíritas, antes ou depois da palestra pública, por exemplo. As iniciativas mais simples, aliás, muitas vezes são as mais tocantes.

Os frutos têm sido muitos. E eu aproveito para externar minha gratidão aos companheiros que tenho encontrado realizando algo desse tipo em diversos lugares. Para mencionar os mais recentes, cito a Apresentação do Grupo Verbos de Versos em Nova Lima, a Mostra de Arte Espírita de Cataguases, o I Sarau da Casa Espírita em Juiz de Fora, o VII Festival de Música Espírita de Bicas e o VII Unificarte, em Barra Mansa.

A impressão geral é de muita satisfação dos envolvidos, e acredito que esses eventos estão bem interligados uns aos outros, ainda que assim não pareça, e seguirão crescendo mais e mais, permitindo-nos alcançar o duplo objetivo de promover o ambiente espiritualizante por meio das melodias e divulgar as máximas do Evangelho com as mensagens e reflexões que procuramos transmitir.

Veja, no nosso álbum de fotos, registros de alguns desses eventos. Clique aqui.

2 comentários:

Rone disse...

Acredito que é o início, de algo muito grande e belo. Com certeza, há muito o que acontecer.

Sader Chambela disse...

Grande Denis! e Grande Rone!

É muito emocionante ver o Movimento Espírita se fortalecendo na Arte Sublime. O anseio das pessoas por algo mais elevado é constante e em muitas cidades, principalmente no interior (como nós aqui) é muito raro.

Esses eventos, e o sucesso que eles atingem, mostra o quanto somos necessitados deste tipo de arte.

Realmente... esse movimento que já acontece é apenas a ponta do iceberg... estamos nos conduzindo pelas portas que foram abertas por Leopoldo Machado, Deolindo Amorim, Carlos Imbassahy e outros... e acredito que muito mais coisas boas virão!

Estejamos vigilantes e trabalhemos sempre!

Abraço forte irmãos!!
Sader