segunda-feira, 21 de junho de 2010

Nova música - Verdades

Olá, amigos.

Coloquei uma música nova no youtube, e normalmente isso não seria motivo pra um post aqui no Blog.

Mas... há uma situação particular que eu gostaria de compartilhar com os amigos e - penso eu - fará especial sentido para alguns.

Ontem, domingo, fiz uma sequência de acordes que registrei pela manhã, sem maiores inspirações.

Depois, em resposta ao e-mail que mandei para várias pessoas falando sobre o site novo, recebi uma resposta da Juliana Garcia, "antiga" amiga de BH, dizendo ter visto o site etc.

Eu e a Juliana fizemos uma música juntos há mais de 10 anos. É a música "Despertar", que foi gravada no ano 2000, naquele primeiro CD Viajante do Universo, e que pode ser ouvida clicando aqui.

A Juliana também comentou que estava escrevendo mais algumas coisas e mandou uma letra nova, intitulada "Verdades". Imediatamente, pensei que poderia ter a ver com a inspiração da manhã, e apesar de eu estar me sentindo bem fora de sintonia, acabou saindo essa nova música, cujo vídeo posto a seguir:



E o que há de especial? Bem, talvez nada, e espero apenas que gostem da música.

Mas especificamente para certo grupo de amigos que vem se reunindo desde 1998, mais ou menos, e para os quais a música "Despertar" quem sabe representou alguma parcela do que vivíamos em grupo, em nossos trabalhos no movimento espírita de então, penso que talvez exista, comparando-se as situações, uma proporcionalidade dessa nova música em relação ao momento atual.

O tempo passa. As coisas mudam. Mas a percepção de que há algo coletivo a ser implementado continua "importunando" muitos de nós, e o movimento de busca mútua vai se manifestando como expressão da bondade Divina, a nos colocar no encalço de situações que possam representar as melhores oportunidades de crescimento para cada um.

Ontem, o deslumbramento da descoberta, o "despertar" de um sentido. Hoje, a percepção mais madura das dificuldades, mais realista das necessidades, enfim, outras "verdades". (E, aliás, onde elas estão?)

Ainda bem que durante todo esse tempo novas e imprescindíveis personalidades vêm se juntando às nossas experiências coletivas, de modo que, enriquecidos de amigos e de experiências, conservamos a esperança de êxito na seara para a qual nos oferecemos e na qual nos mantemos erguidos tão somente porque somos, sempre, amparados por esses muitos amigos, desse e do outro plano.

Abraços a todos.

*** Em tempo: vale registrar que hoje, num lance de muita cara de pau (rs), eu mostrei essa música para os amigos do Grupo BEM, do Espírito Santo, porque imaginei que tem muito a ver com a energia deles. Será? Bom, fiz a sugestão, porque eu não poderia deixar de dizer... Mas que é cara de pau, isso é, hehehe... Contudo, é como se eu já conseguisse ouví-los tocar a música, num arranjo cheio de energia... Quem sabe?

19 comentários:

Rone disse...

Gostei demais da música...puxa...

Denis Soares disse...

Hahaha... Sua amizade te torna pra lá de suspeito, meu dileto amigo...

Abração!

Vinícius disse...

acho que é por aí...rs

Adriane disse...

Muito boa música amigoooo!!!
Saudades da Ju, figuraça! Essa parceria já é sucesso, "Despertar" é linda também, adoro! Sua inspiração não dá ponto sem nó, viu... Estive presente (como boa ouvinte e admiradora)de alguns desses momentos de inspiração e criação, e faz SIM, sentido mais que especial tudo isso! Beijão!

Tonho disse...

Gostei dessa Denis, aliás, dos vídeos novos esta e "Se espalha ao vento" ficaram muito legais. Você pretende disponibilizar cifras e mp3 mais pra frente?

abração

Juliana disse...

Antiga amiga?! Ai, ai!!! Disse que fizemos uma música a mais de 10 anos, depois fala que sou das antigas... Nem precisava!!! Hahaha!!! É, o tempo passa!!!
A letra de "Despertar" surgiu para mim em um momento realmente de encontro com uma realidade de amor entre tantos amigos especiais que cruzavam nosso caminho, de deslumbramento diante de descobertas no campo das verdades espirituais. Aquilo que surgia de forma tão natural diante de todos nós.
A letra de "Verdades" de fato espelha um outro momento. Depois de tantas tentativas, de erros, de dúvidas, fica a vontade de hoje, em outro ponto de maturidade, encontrar o sentido mais profundo da existência, dos laços, das verdades...Tempos depois é hora de voltar à abertura e à sabedoria simples de antes, concluir com humildade que não temos braços tão longos para ir tão alto, mas suficientemente fortes para fazer algo aqui mesmo.

A tão sonhada felicidade, o tão sonhado despertar, onde sempre esteve?
"O tesouro estava em mim"...

E hoje, ainda fica a necessidade de lembrar e ampliar:
"As verdades estão aqui
Bem perto de nós, bem no coração
Estão em mim e em você"...

Olhos de ver... Ouvidos de ouvir... Atentos seguiremos melhor.

Saulo disse...

Adorei a música e os comentários! Também pude participar desse grupo há 11 anos e compartilho das impressões que os amigos têm dos dias de hoje. O tempo é outro, as percepções da vida também. Compreendemos que "...há tempo para todo propósito debaixo do céu. Há tempo de nascer e tempo de morrer; tempo de plantar e tempo de arrancar o que se plantou; tempo de matar e tempo de curar; tempo de derrubar e tempo de edificar; tempo de chorar e tempo de rir; tempo de prantear e tempo de saltar de alegria; tempo de espalhar pedras e tempo de ajuntar pedras; tempo de abração e tempo de afastar-se; tempo de buscar e tempo de perder; tempo de guardar e tempo de deitar fora; tempo de rastar e tempo de coser; tempo de estar calado e tempo de falar; tempo de amar e tempo de aborrecer; tempo de guerra e tempo de paz." (Eclesiastes, Cap. 3 v. 1 ao 9).
Estamos em outro tempo. Saibamos aproveitar a dor e a delícia de cada momento, com o foco em Deus e contando com as mãos carinhosas dos amigos que caminham conosco.

Saudoso abraço!

Romário disse...

Adorei a música! E digo que ela veio bem a calhar para uma palestra musicada que o Espírito de Arte vai fazer dia 1º, para cujo tema ainda não tínhamos "a música". Achamo-la!

Iaçanã disse...

Onde está a Iaçanã de dez anos atrás, onde estão meus amigos, colegas, companheiros com aquela vontade da juventude, com a força e com a vontade de mudar o mundo?
Não posso responder por nenhum deles, apenas por mim: Não sei...
Não sei onde ficou tudo aquilo que sentia, talvez, guardado no meu quartinho de bagunças na minha mala preta do perispirito.
O tempo passou muito rápido: formei, casei e agora virão os filhos e será que só vai me restar as lembranças?Os olhos repletos de lagrimas me dizem que não, que tudo que sou hoje devo a tudo que vivi nesta época e em outras.
A certeza de ser espírito me leva a acreditar que os laços foram selados e que a missão pode ainda não ter acontecido, mas tem que cumprir um objetivo já previsto, mesmo que não seja agora...
No mais eu continuo aqui tentando ser melhor hoje do que ontem!
Obrigada Ju e Denis por me fazer lembrar, e também Despertar

Sader Chambela disse...

Rapaz... que linda música!

E nos faz recletir muitas coisas, muitos comportamentos.

E é ótimo você estar postando esses videos meu amigo.

Obrigado!!!

Abraço forte,
Sader

Pamella disse...

Muito linda a música, parabéns prá vcs. Faço minhas as palavras da Ju, da Iá e do Saulo. E viva os amigos, conquistados nesse tempo, que estão "bem perto de nós, bem no coração..." :)

Ramon Vitor disse...

Denis
bão cara
gostei de mais !!! Como todas as músicas !!!

vc podia passar essa música ai para MP3 e coloca ela a disposição ?!?!?!?
abraços

Ramon Vitor disse...

Showwww
adorei como todas as outras

Aqui, vc poderia passar a música para MP3 e colocar a disposição no site do Viajante do Universo?

parabéns

Denis Soares disse...

Olá, amigos.

Agradeço pelos comentários, principalmente porque, com isso estamos aqui, convivendo virtualmente.

Toninho e Ramon, vou tentar colocar o mp3 a e a cifra em breve no site, ok?

Ju, o "antiga amiga" quer dizer "de antigas reencarnações", hehehe...

E, ademais, foi muito bom ler os comentários de todos, dos mais simples aos mais reflexivos, pois vi que realmente deu pra refletirmos fundo sobre algumas questões que envolvem nossas experiências coletivas.

É interessante constatar que, não raro, muitos de nós nos vemos diante de semelhantes questionamentos.

Roney, Vinni, Adriane, Toninho, Juliana, Saulo, Romário, Iaçanã, Sader, Pamella, Ramon e todos os outros que acompanham essas "digressões coletivas", pergunto a vcs: que somos, senão irmãos que lutam contra as próprias imperfeições para ajustarmos nosso caminho por meio da iluminação interior?

Só sei que sinto que sem a força das amizades, sem o incentivo do convívio e a coletivização das experiências, tudo seria muito mais difícil, quem sabe impossível.

Então, que bom que temos tantos amigos juntos, para que façamos o que tivermos que fazer.

Fraternal abraço a todos!

Carol disse...

Denis e Juliana: a música é bem tocante! Que parceria afinada vocês fizeram, hein? Que coisa boa!

Sabe, às vezes a gente se envolve no turbilhão das atividades cotidianas e vai ficando “restrito”, meio mecânico, meio sem graça, sem refletirmos no que somos, para que estamos aqui, e porque estamos fazendo o que fazemos.... Ainda bem que há os amigos, os compositores, as músicas para nos tocar e relembrar a “verdade da vida”.

É confortador demais sabermos (ou relembrarmos) que tantas outras pessoas compartilham sentimentos e experiências próprios que vivenciamos tão intensamente, como:
- crer que vamos, no florescer da juventude, revolucionar/transformar o mundo, alcançar as estrelas...
- pensar que nosso ânimo e fôlego intensos na luta pelas causas nobres jamais vão acabar, e que não iríamos desanimar...
- constatar mais tarde (até mesmo um pouco tristes), que aquela vontade gigante em torno do ideal da fraternidade esmoreceu um pouco, e que uma empolgação mais forte ficou pra trás...
- perceber, enfim, um pouco mais maduros, que todo esse processo (do despertar à maior conscientização) foi (e é) extremamente rico e precioso em nossas jornadas, e que é ainda um começo, de perceber a luz em nós e poder olhar as estrelas, enxergando, aos poucos, que o que podemos/devemos fazer está muito próximo, ao nosso alcance, bem no coração, está em mim e em vocês.

Obrigada pela “viagem” e fortalecimento propiciados pela canção.
Saudades
Carol

Breno disse...

Ufa, após tanto tempo sem internet estou de volta!
A música ficou ótima, ao escutá-la veio à mente um arranjo com violino bem legal.
Música boa é assim: capaz de transmitir arranjos do "mais além".
Capaz de despertar no coração o espírito criatividade.
Achei interessante os acordes, coesos e profundos...
abraço amigo Denis...

Denis Soares disse...

Breno, caro amigo, que bom que apareceu! Obrigado pelo comentário. Fiquei curioso pra conhecer o arranjo que vc pensou, hehehe... depois me mande um mail dizendo.

Valeu, meu amigo. Grande abraço!

Adelquis Monteiro disse...

Massa, cara.
Parabéns.

Denis Soares disse...

Oh, Adelquis, obrigado, meu amigo.

Grande abraço!